Atualizações   •   Grupos   •   Artigos   •   ICMS Esportivo

Hannah Lacerda inspirou-se em conquistas do irmão para ingressar no judô

Publicado em 17/03/2017 por

Imprimir Salvar em PDF Envie para um amigo por email

(Foto: Arquivo Pessoal)

Rafaela Silva fez história no esporte brasileiro ao conquistar a primeira medalha verde e amarela na Rio 2016 com o judô. A atleta inspirou muitos jovens, inclusive Hannah Lacerda.

A jovem, de 14 anos, já coleciona várias conquistas no esporte, como Campeonato Brasileiro e Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG). Agora, a meta de Hannah é disputar Olimpíadas.

Confira a entrevista completa do Observatório do Esporte de Minas Gerais com Hannah Lacerda:

Quando você decidiu se tornar uma atleta?

“Meu irmão compete desde pequeno. Ele já ganhou Campeonato Mineiro, Pan-Americano e isso me trouxe uma motivação. Se ele conseguiu, eu também quero. Quero conquistar o que ele conquistou. Atualmente estou lutando para chegar onde ele chegou.”

Você tem algum ídolo em quem se inspira?

“Eu me inspiro também na Sarah Menezes e Rafaela Silva. As duas batalharam bastante. No caso da Rafaela é ainda mais inspirador porque ela foi campeã olímpica, o que é meu sonho.”

Qual o maior desafio que você enfrenta no esporte? E como busca a superação?

“Eu tive muitos desafios. Todo atleta tem. No meu caso, cheguei em uma final de um Brasileiro. É muito difícil chegar em um pódio.”

Para você o que significa o esporte?

“Tudo! O esporte mudou minha vida completamente. Minha saúde melhorou, principalmente condicionamento físico. Tem gente que não consegue correr, mas o atleta consegue, porque tem o condicionamento bom e a saúde boa.”

Quais as principais mudanças que o esporte trouxe à sua vida?

“Reconhecimento. É um orgulho muito grande. Tenho 14 anos e às vezes encontro crianças de três a cinco anos que falam que querem ser iguais a mim, então isso muda muito. É muito gratificante ser exemplo de várias pessoas”

Quais são suas principais metas para os próximos anos?

“Ganhar um Brasileiro e chegar no lugar mais alto no pódio dos Jogos Escolares e disputar Olimpíadas”

Qual foi a sensação de ter conquistado o prêmio “Melhores do Ano 2016″?

“Foi muito gratificante para mim. Dentre muitos atletas fui premiada. Fiquei muito feliz com a escolha. Nunca esperava chegar no Melhores do Ano. É muito treino e dedicação. Eu treino três vezes por semana, não sei o que seria de mim sem o judô.”

Quais foram suas principais conquistas?

“Fui bicampeã Brasileira pela Liga e cheguei na final do Brasileiro pela Federação.”

Um recado para os jovens que queiram praticar o judô ou que estão começando:

“Se você deseja ser um grande atleta no judô, basta querer mesmo. Pois quando você luta você consegue.”

Comentários estão fechados

Vídeos

Exercício no frio faz mal? Exercício no frio faz mal?

07/07 Exercício no frio faz mal?

ABC do ESPORTE – VÔLEI FEMININO ABC do ESPORTE – VÔLEI FEMININO

28/06 ABC do ESPORTE – VÔLEI FEMININO

Aprenda a ensinar: Badminton Aprenda a ensinar: Badminton

22/06 Aprenda a ensinar: Badminton

Saúde Mental e Esporte Paralímpico: da Inclusão ao Alto Rendimento Saúde Mental e Esporte Paralímpico: da Inclusão ao Alto Rendimento

14/06 Saúde Mental e Esporte Paralímpico: da Inclusão ao Alto Rendimento

Treino em qualquer lugar: exercícios rápidos e eficientes Treino em qualquer lugar: exercícios rápidos e eficientes

12/06 Treino em qualquer lugar: exercícios rápidos e eficientes

Série Aprenda a Ensinar: Judô Série Aprenda a Ensinar: Judô

01/06 Série Aprenda a Ensinar: Judô

Aprenda a Ensinar: ginástica artística – Transforma Rio 2016 Aprenda a Ensinar: ginástica artística – Transforma Rio 2016

25/05 Aprenda a Ensinar: ginástica artística – Transforma Rio 2016

VIDEODICAS | JP VERGUEIRO | TODOS POR UM: ONGs CAPTANDO JUNTAS VIDEODICAS | JP VERGUEIRO | TODOS POR UM: ONGs CAPTANDO JUNTAS

05/05 VIDEODICAS | JP VERGUEIRO | TODOS POR UM: ONGs CAPTANDO JUNTAS

Desenvolvido por Softbis