Atualizações   •   Grupos   •   Artigos   •   ICMS Esportivo

Para Luciano Corrêa “a cada minuto em que você treina, você já está vencendo.” Confira entrevista completa!

Publicado em 28/06/2017 por

Imprimir Salvar em PDF Envie para um amigo por email

Foto: AP Photo / Bernardo De Niz

Toda criança sonha em ser algo quando crescer. Astronauta, médico, jogador de futebol… mas e quando o que não se espera transforma-se em uma carreira para toda a vida?

É o caso de Luciano Corrêa, que iniciou no judô por incentivo dos pais e aos 16 anos saiu de Brasília para representar o Minas Tênis Clube de Belo Horizonte. Hoje Luciano coleciona títulos e é um grande destaque do esporte de alto rendimento brasileiro. Além disso, o atleta é presidente do projeto Esporte sem Fronteiras no Brasil, voltado para crianças carentes. Em Belo Horizonte, o projeto atende cerca de 80 crianças, dando a elas a chance de conhecerem e praticarem o judô, modalidade que a Unesco, braço das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, declarou como  o melhor esporte de formação inicial para as crianças e jovens de quatro a vinte e um anos, uma vez que promove uma educação física integral.

Confira a entrevista completa do Observatório do Esporte de Minas Gerais:

Como foi o início da sua carreira? Quando você decidiu se tornar um atleta? 

Eu não tinha nenhuma pretensão de ser atleta de alto rendimento. Aos 4 anos meus pais  inscreveram-me em uma academia lá em Brasília, onde nasci, e a partir dali fui tomando gosto pela modalidade, pelas competições, até que aos 16 anos recebi o convite para ingressar na equipe de alto rendimento do Minas Tênis Clube, que é o clube que eu represento até hoje, um clube que me proporcionou toda a estrutura e me deu a condição de me tornar um atleta do alto rendimento.

Você tem algum ídolo em quem se inspire? 

O Aurélio Miguel sempre me inspirou pela sua forma aguerrida de competir. Ele sempre foi um exemplo para todos nós judocas, principalmente os judocas da minha geração.

Qual o maior desafio que você enfrentou ou enfrenta no esporte? 

O maior dos desafios é ter que conciliar a vida de um atleta de alto rendimento com os estudos, uma rotina difícil. Depois disso é ter de me privar dos meus amigos, minha família e ter ido para uma cidade onde não conhecia ninguém.

Quais as principais mudanças que o esporte trouxe à sua vida?

O esporte é uma ferramenta transformadora, por meio do qual fiz vários amigos, conheci países e culturas diferentes. Foi por meio do esporte também que consegui estudar, com bolsas de estudos, o que transformou muito a minha vida e me fez um cidadão melhor.

Qual sua conquista mais marcante?

Eu acredito que a cada dia que você evolui é uma conquista, mas em relação aos títulos, o que mais me marcou foi o Campeonato Mundial de 2007, quando fui campeão.

Qual a sensação de ter sido premiado no “Melhores do Ano 2016”? A que você atribui esse resultado?

É muito bom ser reconhecido pelo estado que você representa. Atribuo o prêmio a muita disciplina e à dedicação.

“A vitória de um grande atleta não está só durante a luta ali no tatame. A cada minuto em que você treina, você já está vencendo.”

Quais suas principais metas para os próximos anos?

Eu penso ano a ano. O objetivo para este ano é a classificação para o Campeonato Mundial que será realizado em Budapeste e a convocação será ainda nesta semana.

 Para você o que significa o esporte?

O esporte é mais do que uma modalidade, é uma filosofia de vida que me ensinou tudo o que eu precisava fazer, agregou vários valores como dedicação, respeito, perseverança… O esporte tem tudo para nos fazer pessoas melhores.

Um recado para os jovens que queiram praticar o esporte ou que estão ingressando na carreira:

Acreditem nos seus sonhos até o fim, independentemente dos obstáculos que vão aparecer. Na sua jornada dificuldades vão aparecer, mas, se você acreditar e tiver muita dedicação, será um bom atleta, quem sabe até conquistar uma medalha olímpica. É só acreditar sempre.

Comentários estão fechados

Vídeos

Exercício no frio faz mal? Exercício no frio faz mal?

07/07 Exercício no frio faz mal?

ABC do ESPORTE – VÔLEI FEMININO ABC do ESPORTE – VÔLEI FEMININO

28/06 ABC do ESPORTE – VÔLEI FEMININO

Aprenda a ensinar: Badminton Aprenda a ensinar: Badminton

22/06 Aprenda a ensinar: Badminton

Saúde Mental e Esporte Paralímpico: da Inclusão ao Alto Rendimento Saúde Mental e Esporte Paralímpico: da Inclusão ao Alto Rendimento

14/06 Saúde Mental e Esporte Paralímpico: da Inclusão ao Alto Rendimento

Treino em qualquer lugar: exercícios rápidos e eficientes Treino em qualquer lugar: exercícios rápidos e eficientes

12/06 Treino em qualquer lugar: exercícios rápidos e eficientes

Série Aprenda a Ensinar: Judô Série Aprenda a Ensinar: Judô

01/06 Série Aprenda a Ensinar: Judô

Aprenda a Ensinar: ginástica artística – Transforma Rio 2016 Aprenda a Ensinar: ginástica artística – Transforma Rio 2016

25/05 Aprenda a Ensinar: ginástica artística – Transforma Rio 2016

VIDEODICAS | JP VERGUEIRO | TODOS POR UM: ONGs CAPTANDO JUNTAS VIDEODICAS | JP VERGUEIRO | TODOS POR UM: ONGs CAPTANDO JUNTAS

05/05 VIDEODICAS | JP VERGUEIRO | TODOS POR UM: ONGs CAPTANDO JUNTAS

Desenvolvido por Softbis