Atualizações   •   Grupos   •   Artigos   •   ICMS Esportivo

Kamilla Morais, aluna do “Fica Vivo!”, é convocada para a seleção brasileira de futebol feminino

Publicado em 05/07/2017 por

Imprimir Salvar em PDF Envie para um amigo por email

Foto: Denir Simplicio

A ex-moradora do Aglomerado da Serra, Kamilla Morais Sotero, cruzou o oceano este fim de semana com destino à Alemanha. Aos 22 anos, a jovem que participou da oficina de futebol do programa “Fica Vivo!” recebeu uma das melhores notícias da sua vida: seu nome estava entre as 20 jogadoras convocadas pela técnica da seleção brasileira de futebol feminino, Emily Lima, para atuar no amistoso contra a Alemanha, na cidade de Sandhausen, nesta terça-feira (4/7).

A menina começou a se interessar por futebol aos oito anos, sem nem imaginar que um dia vestiria a camisa 16 da seleção brasileira. Foi no campinho de futebol do Aglomerado da Serra, por meio das oficinas de futebol do “Fica Vivo!”, oferecidas pelo Centro de Prevenção à Criminalidade (CPC), que Kamilla começou a mostrar a todos o seu talento e habilidade.

A grande incentivadora da sua carreira, Dona Luciana Morais, já torcia pela filha mesmo nas pequenas competições, entre os times do bairro, ou nas Olimpíadas que o programa “Fica Vivo!” realiza anualmente. Em 2013 e 2014, aliás, o time de futebol feminino, com Kamilla, como atacante, foi vencedor das Olimpíadas do Fica Vivo!.

Depois do programa, Kamilla vestiu a camisa do Santa Cruz, atual América Mineiro, foi para São Paulo em 2015, jogar no interior e, então, para o Esporte Clube Iranduba, do Amazonas, seu atual clube.

Sempre que volta para o aconchego do seu lar na capital mineira ela se mostra mais madura. “O futebol nos ensina tantas coisas, mas principalmente nos ensina a viver. Temos que aprender a ficar sem a nossa família e então somos obrigados a aprender as coisas sozinhos”, diz Kamilla.

Oficinas no Serra

Atualmente, no Centro de Prevenção à Criminalidade (CPC), do bairro Serra, onde tudo começou para a Kamilla, há duas oficinas de futebol de campo e oito oficinas de futebol de salão oferecidas pelo Programa Fica Vivo!. Juntas, as oficinas atendem a 182 jovens da faixa etária de 12 a 24 anos, público-alvo do programa de enfrentamento à criminalidade.

Do total de 182 jovens que participam das oficinas de futebol no Serra, apenas 14 são meninas. Para Kamilla, ser mulher em universo predominantemente masculino nunca foi um problema.

“Acho que não tem nada melhor do que a mulher estar onde ela quiser. Se ela quiser jogar futebol, ela deve jogar. A mulher tem o direito de fazer o que ela quiser. O mundo é nosso”, diz a atleta. E com este pensamento ela está realizando grandes sonhos. Defender a camisa da seleção brasileira é um deles.

Além do futebol, no Serra há 18 oficinas do “Fica Vivo!” que atendem a 316 jovens da comunidade. São oferecidas aulas de artesanato em bambu, percussão, dança, jiu-jitsu, futebol de campo e salão, informática, fotografia e violão.

O objetivo do programa Fica Vivo!, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), é prevenir a ocorrência de homicídios dolosos em áreas com altos índices de criminalidade violenta em Minas Gerais, melhorando a qualidade de vida da população.

Em Minas Gerais, o “Fica Vivo!” atende, em média,  10 mil jovens por mês e realiza cerca de 4 mil atividades mensais. No âmbito do futebol, são 58 oficinas da modalidade de campo e 111 de salão, das quais participam mais de 6 mil jovens, entre meninos e meninas.

Fonte: Informação da Agência Minas Gerais. Disponível em: https://goo.gl/GvWvWX. Acesso: 04.07.17

Comentários estão fechados

Vídeos

Exercício no frio faz mal? Exercício no frio faz mal?

07/07 Exercício no frio faz mal?

ABC do ESPORTE – VÔLEI FEMININO ABC do ESPORTE – VÔLEI FEMININO

28/06 ABC do ESPORTE – VÔLEI FEMININO

Aprenda a ensinar: Badminton Aprenda a ensinar: Badminton

22/06 Aprenda a ensinar: Badminton

Saúde Mental e Esporte Paralímpico: da Inclusão ao Alto Rendimento Saúde Mental e Esporte Paralímpico: da Inclusão ao Alto Rendimento

14/06 Saúde Mental e Esporte Paralímpico: da Inclusão ao Alto Rendimento

Treino em qualquer lugar: exercícios rápidos e eficientes Treino em qualquer lugar: exercícios rápidos e eficientes

12/06 Treino em qualquer lugar: exercícios rápidos e eficientes

Série Aprenda a Ensinar: Judô Série Aprenda a Ensinar: Judô

01/06 Série Aprenda a Ensinar: Judô

Aprenda a Ensinar: ginástica artística – Transforma Rio 2016 Aprenda a Ensinar: ginástica artística – Transforma Rio 2016

25/05 Aprenda a Ensinar: ginástica artística – Transforma Rio 2016

VIDEODICAS | JP VERGUEIRO | TODOS POR UM: ONGs CAPTANDO JUNTAS VIDEODICAS | JP VERGUEIRO | TODOS POR UM: ONGs CAPTANDO JUNTAS

05/05 VIDEODICAS | JP VERGUEIRO | TODOS POR UM: ONGs CAPTANDO JUNTAS

Desenvolvido por Softbis