Atletas de Minas Gerais ajudam Brasil a terminar o Mundial de Atletismo Paralímpico em 9º lugar geral

Publicado em 25/07/2017 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly

Foto: Daniel Zappe/MPIX/CPB

Dois atletas que treinam em Minas Gerais ajudaram o Brasil a terminar na 9ª colocação geral do Mundial de Atletismo Paralímpico, que aconteceu em Londres-ING, entre os dias 14 e 23 de julho. Das 21 medalhas conquistadas pelo país na competição, Rodrigo Parreira e Izabela Campos conquistaram cinco.

Goiano de nascimento, Rodrigo treina em Uberlândia, no Território Triângulo Norte, desde 2013, mesmo ano que começou sua carreira no atletismo e disputou os Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG). Beneficiário do programa Bolsa Atleta da Secretaria de Estado de Esportes (SEESP), ele conquistou medalhas nas três provas que participou (uma de prata e duas de bronze): salto em distância, 100 e 200 metros rasos.

A primeira conquista aconteceu na segunda-feira (17). Parreira competiu a final dos 200 metros rasos e conquistou o bronze, marcando o novo recorde das Américas, com o tempo de 25s19. No dia seguinte, Rodrigo participou da final do salto em distância e repetiu o feito das Paralímpiadas Rio 2016, conquistando a medalha de prata com a marca de 5,55 metros.

No sábado (22), penúltimo dia de competição, ele conquistou sua terceira medalha, dessa vez na prova dos 100 metros rasos. Rodrigo terminou a final em terceiro lugar com direito ao Recorde das Américas, com o tempo de 12s28.

Já a belo-horizontina Izabela Campos que treina no Centro de Treinamento (CTE) da UFMG, na Pampulha, também brilhou em Londres conquistando duas medalhas na competição, uma de prata e uma de bronze.

As duas medalhas de Izabela, foram conquistadas no mesmo dia, terça-feira (18). Primeiro ela conquistou o bronze no lançamento de disco, classe F11– para deficientes visuais –, com a marca de 31,83m. Mais tarde, ela voltou a pista do Estádio Olímpico de Londres, para conquistar a prata no lançamento de dardo, também pela classe F1, com a marca de 24,90m.

Rugby em cadeira de rodas
Se individualmente Minas Gerais está sendo muito bem representada no esporte Para Pessoas com Deficiência (PCD), coletivamente o Estado também pode se orgulhar. No domingo (16), a equipe Minas Quad Rugby conquistou, no Rio de Janeiro, o bicampeonato Brasileiro de Rugby em Cadeira de Rodas.

Conhecido como “Javalis”, o time comandado pelo técnico Rafael Gouveia, derrotou na final a equipe Gigantes de Campinas (SP), pelo placar de 53 a 41, e ficou, pelo segundo ano seguido, com o troféu da competição que é considerada a 1ª divisão da modalidade no país.

“Foi uma conquista muito especial pra gente, pois igualamos o número de títulos da equipe de Campinas que é nossa principal rival. O bicampeonato também mostra que estamos no caminho certo, e que precisamos solidificar cada vez mais o trabalho que estamos fazendo há três anos”, comemora o treinador.

Com a conquista do título nacional, o Minas Quad Rugby recebeu um convite para participar do torneio Rugby Mania, que será realizado entre os dias 16 e 19 de novembro na cidade de Praga, República Tcheca.

Porém, para disputar a competição que acontece desde 1998, e é uma das mais tradicionais da modalidade, eles precisam arrecadar cerca de R$ 80 mil, para custear a viagem de 13 integrantes da equipe – 8 atletas e 5 membros da comissão técnica. Para conseguir levantar a quantia, a equipe criou uma vaquinha virtual, onde os interessados podem ajudar doando qualquer quantia.

Além disso, a equipe possui um projeto aprovado no Edital 01/2016, da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte e está apta para captar R$ 247.105,39, por meio do mecanismo da Secretaria de Estado de Esportes (SEESP).

Minas Esportiva Incentivo ao Esporte
Por meio do programa de fomento à prática esportiva, 0,05% da receita líquida anual do ICMS que coube ao Governo de Minas Gerais podem ser direcionados pelas empresas contribuintes para apoiar atividades esportivas ou paradesportivas.

Desde 2013, quando a Lei Nº 20.824 que regulamenta a ação foi sancionada, foram aprovados 488 projetos que proporcionaram benefícios tanto para a população atendida quanto para as empresas apoiadoras. Desse total 136 projetos já foram executados ou estão em execução com recursos captados que ultrapassam os R$ 38 milhões. Já são mais de 73,7 mil beneficiários entre crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos, de 56 municípios mineiros.

Saiba mais em: incentivo.esportes.mg.gov.br.

Fonte: Asscom da Secretaria de Estado de Esportes

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly

Comentários estão fechados

Videoteca

IV SIGPE | Conferência: Temas emergentes que impactam na gestão das entidades esportivas IV SIGPE | Conferência: Temas emergentes que impactam na gestão das entidades esportivas

25/06 IV SIGPE | Conferência: Temas emergentes que impactam na gestão das entidades esportivas