Mineira se tornou a 1ª medalhista brasileira no Mundial de canoagem

Publicado em 03/01/2018 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly
Ana Sátila fez história, tornando-se a primeira medalhista brasileira no Mundial de Canoagem Slalom, conquistando prata e bronze. Foto: Caiaque Estremo

Ana Sátila fez história, tornando-se a primeira medalhista brasileira no Mundial de Canoagem Slalom, conquistando prata e bronze. Foto: Caiaque Estremo

A canoagem slalom brasileira, em termos internacionais em 2017, se resumiu em praticamente um nome: Ana Sátila. A mineira teve uma temporada que começou com resultados não tão bons, mas depois fez história, sendo coroada com duas medalhas no Mundial, realizado entre o fim de setembro e começo de outubro, em Pau, na França.

Pela primeira vez, uma atleta brasileira subiu no pódio de um mundial de canoagem slalom. E não foi só uma vez. Primeiro, ela conseguiu o bronze. Dois dias depois, Ana  conquistou medalha de prata no Caiaque Extremo ainda na França.

Ainda em seu ano vitorioso, a atleta faturou a medalha de ouro no caiaque extremo, na etapa da Itália, da Copa do Mundo de Canoagem Slaom, realizada em setembro. A competição começou para ela na semifinal, fase em que derrotou Tracy Hines, dos Estados Unidos, e Martina Wegman, da Holanda. Na final, a brasileira levou a melhor sobre Amalie Hilgertova, da República Tcheca, e as americanas Sage Donnelly e, novamente, Tracy Hines.

Natural de Iturana, município do triângulo mineiro, Ana iniciou na modalidade aos 9 anos  de idade. Treinada pelo italiano Ettore Vivaldi, foi, com apenas 16 anos, a mais jovem atleta da delegação brasileira nos Jogos de Londres-2012.

Fonte: Olimpíada Todo Dia [Adaptado]

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly

Comentários estão fechados

Videoteca

Movimente-se! Desafio 3: Mini Golfe Movimente-se! Desafio 3: Mini Golfe

15/01 Movimente-se! Desafio 3: Mini Golfe