Mineirão 52 anos – um gigante com muitas histórias

Publicado em 05/09/2017 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly
Mineirão na década de 60 - Reprodução: Mineirão

Mineirão na década de 60 – Reprodução: Mineirão

Palco de muitas conquistas, mais de 3 mil jogos, cerca de 9 mil gols e milhares de personagens fazem parte dos 52 anos de história do nosso Gigante da Pampulha, o Mineirão.  Conheça um pouco da história do estádio que marca gerações em nosso estado.

Torcida do Cruzeiro - Foto: Sylvio Coutinho

Torcida doAmérica – Foto: Sylvio Coutinho

Torcida do Atlético Mineiro - Foto: Minas Arena/Agência i7

Torcida do Atlético Mineiro – Foto: Minas Arena/Agência i7

Torcida do Cruzeiro - Foto: Minas Arena/Agência i7

Torcida do Cruzeiro – Foto: Minas Arena/Agência i7

O início

O Estádio Minas Gerais teve sua construção iniciada em 1960, em um terreno cedido pela Universidade Federal de Minas Gerais e sua inauguração foi no dia 5 de setembro do 1965, com a vitória da Seleção Mineira sobre o River Plate da Argentina, por 1 a 0. O jogador do Atlético Mineiro, Buglê foi o dono do primeiro gol da história do estádio. Na semana de inauguração, a Seleção Brasileira também fez parte das festividades iniciais do novo palco do esporte mineiro. Formada por jogadores do Palmeiras, a seleção canarinho goleou o time do Uruguai por 3 a 0.

O primeiro clássico mineiro foi também no ano de abertura. Com uma grande briga generalizada interrompendo a partida, o Cruzeiro vencia o primeiro clássico do Mineirão.

Sua inauguração coincide com um período de reposicionamento do futebol mineiro a partir da década de 1960, cujos clubes passaram de coadjuvantes a protagonistas. Já no Estádio Governador Magalhães Pinto, o Cruzeiro dá o primeiro passo nesse sentido, ao ganhar a Taça Brasil de 1966 sobre o poderoso Santos de Pelé. E o Atlético confirma, senão a mudança, o reordenamento do eixo do esporte no país, ao vencer o Campeonato Brasileiro em 1971.

Totalmente reformado, o Mineirão foi o grande palco do memoráveis jogos da Copa do Mundo de 2014 e da inesquecível semifinal brasileira contra a Alemanha.

Vários craques nacionais e internacionais deixaram sua marca na história do estádio. Entre eles estão Tostão, Dirceu Lopes, Reinaldo, Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Beckenbauer, Platini, George Weah e Messi.

21231777_823967117785348_1482815387840726594_n

Reinaldo, “Rei do Atlético”, marcando seus pés na Calçada da Fama do Mineirão – Foto: Divulgação Mineirão

 

E no dia em que completa 52 anos, a Calçada da Fama do Museu Brasileiro do Futebol (MBF), espaço cultural do Mineirão, ganhou as ilustres marcas dos dois maiores artilheiros do estádio.  Como forma de reverenciar e homenagear dois ídolos de gerações Reinaldo, conhecido como “Rei” do Atlético, e Tostão, considerado o maior jogador da história do Cruzeiro, o Mineirão convidou os dois craques para imortalizarem suas pegadas no Gigante da Pampulha. Os moldes dos pés dos maiores craques do futebol mineiro serão expostos em bronze, na sala Campos Gerais, do MBF.

Tostão, maior jogador da história do Cruzeiro, marcando seus pés na Calçada da Fama do Mineirão - Foto: Divulgação Mineirão

Tostão, maior jogador da história do Cruzeiro, marcando seus pés na Calçada da Fama do Mineirão – Foto: Divulgação Mineirão

Os dois juntaram-se a outros 23 importantes nomes do futebol que já estavam representados na Calçada da Fama: Alex, Amaury, Buglê, Dadá Maravilha, Dirceu Lopes, Djalma Santos, Eder, Euller, Evaldo, Jair Bala, Juca Show, Luisinho, Marques, Nelinho, Piazza, Procópio, Pelé, Palhinha, Ronaldo e Sorin já deixaram as marcas dos seus pés, enquanto os goleiros Fábio, João Leite e Raul imortalizaram as mãos.

Realmente um palco

Está enganado quem pensa que só dá show no Mineirão quem calça chuteiras. Grandes nomes da música já passaram por Minas Gerais e se apresentaram no Gigante da Pampulha. Os mais notáveis incluem Kiss em 1983, Menudo em 1985, e os festivais Pop Rock Brasil e Axé Brasil. Após a reinauguração em 2013, o estádio sediou shows de Elton John, Paul McCartney e Beyoncé. A esplanada também abrigou show do Black Sabbath, e o festival Planeta Brasil 2014, com participação do Guns N’ Roses.

Elton John no Mineirão_Sylvio Coutinho

Elton John se apresenta no Mineirão – Foto: Sylvio Coutinho

Além de shows e jogos de futebol, o Mineirão também acolheu competições de ouras modalidades como o Campeonato Mineiro de Futebol Americano.

Gigante pela própria natureza, o Mineirão completa 52 anos de muita tradição, sendo cenário de muitas conquistas, sorrisos e lágrimas de muita gente. Cinco décadas representando o esporte mineiro e carregando o nome de nosso estado para o mundo.

*Dados retirados do site do Estádio Mineirão. Disponível em: https://goo.gl/EBxiq4 Acesso em: 05 de setembro de 2017
Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly

Comentários estão fechados

Videoteca

Atleta mineiro participa de ação com Comitê Brasileiro de Clubes com foco nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 Atleta mineiro participa de ação com Comitê Brasileiro de Clubes com foco nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020

22/11 Atleta mineiro participa de ação com Comitê Brasileiro de Clubes com foco nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020