Mineiro Paulo Borrachinha vence por nocaute técnico o UFC 127

Publicado em 06/11/2017 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly
Paulo Borrachinha venceu Johny Hendricks por nocaute técnico. (Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)

Paulo Borrachinha (à esquerda) venceu Johny Hendricks por nocaute técnico. (Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)

Nascido em ContagemPaulo Borrachinha, é um lutador brasileiro de MMA, atualmente compete no peso-médio do Ultimate Fighting Championship (UFC). Na madrugada do último domingo (5), Borrachinha participou do UFC 127 no Madison Square Garden, em Nova York e venceu por nocaute técnico o americano Johny Hendricks.

Lutando pela terceira vez no UFC, e a primeira fora do Brasil – no card principal da edição  -, Borrachinha tomou conta do octógono no primeiro round e acertou mais golpes, pressionando o adversário na grade, mas também teve que tomar cuidado com o contragolpe de esquerda do americano. Já no segundo assalto, o peso médio novamente foi para cima de Hendricks, acertou uma sequência de socos e conseguiu o nocaute técnico.

Após vitória, o mineiro desafiou o americano Derek Brunson: “Obrigado, Johny Hendricks, por ter mostrado coração e coragem por ter aceitado lutar comigo. Chegou a hora da nova geração, e serei a próxima lenda brasileira do UFC. E você, Derek Brunson, estou te esperando. Quero lutar com você”, declarou o atleta ainda no octógono. “

Esta foi a 11ª vitória em 11 lutas de Borrachinha no MMA. Com apenas 26 anos, ele tem 10 vitórias por nocaute e uma por finalização, sendo que nenhum dos combates passou do terceiro round. No UFC, foram três vitórias desde a estreia em março deste ano. Já Hendricks, que foi campeão dos meio-médios do Ultimate, vive péssima fase e amarga cinco derrotas nas últimas seis lutas.

Paulo Borrachinha desafiou Derek Brunson após vitória (Foto: Jason Silva)

Paulo Borrachinha desafiou Derek Brunson após vitória (Foto: Jason Silva)

Após a luta, o mineiro foi elogiado pelo presidente do UFC, Dana White. “O que é maluco é que, quando você olha para um cara que tem o físico que ele tem, ele tem tantos músculos, mas nunca diminui o ritmo. Não importa quão fortes são os socos trocados, não importa o que está acontecendo, ou o quão louca está a luta, esse cara mantém o mesmo ritmo o tempo todo. Eu acho que esse garoto vai ser uma estrela, e vai ser uma força nessa divisão “, declarou o dirigente em entrevista ao Combate.com.

Observatório do Esporte de Minas Gerais 

*Com informações dos sites Combate.com e Sportv.com

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly

Comentários estão fechados

Videoteca

Conheça o aplicativo Empurrando Juntos Conheça o aplicativo Empurrando Juntos

14/06 Conheça o aplicativo Empurrando Juntos