Mineiro Paulo Borrachinha vence por nocaute técnico o UFC 127

Publicado em 06/11/2017 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly
Paulo Borrachinha venceu Johny Hendricks por nocaute técnico. (Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)

Paulo Borrachinha (à esquerda) venceu Johny Hendricks por nocaute técnico. (Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)

Nascido em ContagemPaulo Borrachinha, é um lutador brasileiro de MMA, atualmente compete no peso-médio do Ultimate Fighting Championship (UFC). Na madrugada do último domingo (5), Borrachinha participou do UFC 127 no Madison Square Garden, em Nova York e venceu por nocaute técnico o americano Johny Hendricks.

Lutando pela terceira vez no UFC, e a primeira fora do Brasil – no card principal da edição  -, Borrachinha tomou conta do octógono no primeiro round e acertou mais golpes, pressionando o adversário na grade, mas também teve que tomar cuidado com o contragolpe de esquerda do americano. Já no segundo assalto, o peso médio novamente foi para cima de Hendricks, acertou uma sequência de socos e conseguiu o nocaute técnico.

Após vitória, o mineiro desafiou o americano Derek Brunson: “Obrigado, Johny Hendricks, por ter mostrado coração e coragem por ter aceitado lutar comigo. Chegou a hora da nova geração, e serei a próxima lenda brasileira do UFC. E você, Derek Brunson, estou te esperando. Quero lutar com você”, declarou o atleta ainda no octógono. “

Esta foi a 11ª vitória em 11 lutas de Borrachinha no MMA. Com apenas 26 anos, ele tem 10 vitórias por nocaute e uma por finalização, sendo que nenhum dos combates passou do terceiro round. No UFC, foram três vitórias desde a estreia em março deste ano. Já Hendricks, que foi campeão dos meio-médios do Ultimate, vive péssima fase e amarga cinco derrotas nas últimas seis lutas.

Paulo Borrachinha desafiou Derek Brunson após vitória (Foto: Jason Silva)

Paulo Borrachinha desafiou Derek Brunson após vitória (Foto: Jason Silva)

Após a luta, o mineiro foi elogiado pelo presidente do UFC, Dana White. “O que é maluco é que, quando você olha para um cara que tem o físico que ele tem, ele tem tantos músculos, mas nunca diminui o ritmo. Não importa quão fortes são os socos trocados, não importa o que está acontecendo, ou o quão louca está a luta, esse cara mantém o mesmo ritmo o tempo todo. Eu acho que esse garoto vai ser uma estrela, e vai ser uma força nessa divisão “, declarou o dirigente em entrevista ao Combate.com.

Observatório do Esporte de Minas Gerais 

*Com informações dos sites Combate.com e Sportv.com

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly

Comentários estão fechados

Videoteca

Atleta mineiro participa de ação com Comitê Brasileiro de Clubes com foco nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 Atleta mineiro participa de ação com Comitê Brasileiro de Clubes com foco nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020

22/11 Atleta mineiro participa de ação com Comitê Brasileiro de Clubes com foco nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020