“Não faria outra coisa, quero ser atleta!”, é o desejo da jovem Livya Kezia

Publicado em 21/02/2018 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly
Livya Kezia, 15 anos e atleta do atletismo

Livya Kezia, em uma das diversas corridas de rua que participou (Foto: acervo pesoal)

Marcelo D2 já disse na canção “você é o reflexo e espelho do seu pai” e Livya Kezia é um exemplo disso. Por incentivo do pai Reinaldo, Livya começou correr e não quer mais parar. Pensando no futuro, a jovem atleta de 15 anos que já corre nas provas de 1000 e 3000m, almeja disputar as Olimpíadas. .

Livya conversou com o Observatório do Esporte e contou um pouco de sua história, sua rotina e planos para o futuro. Confira:

Como foi seu primeiro contato com o atletismo? Quem foi seu maior incentivador?

Meu pai Reinaldo sempre correu e quando eu tinha 5 anos, eu comecei a acompanhá-lo de bicicleta. Ele me chamou para correr com ele, então fui e gostei.

Foto: acervo pessoal

Foto: acervo pessoal

Você tem algum ídolo no esporte? Se sim, qual?

O Bolt e a Tirunesh Dibaba, atleta da Etiópia. Ela é multicampeã mundial nos 5.000 m e 10.000 m e recordista mundial dos 5.000 m, completados em 14m11s – conseguidos em Oslo, Noruega, em 2008.

Qual o maior desafio que você enfrenta para ser atleta? 

Meu maior desafio foi a primeira vez que eu corri em uma pista. Eu tinha 7 anos na época e a competição foi na cidade de Datas. Mas foi lá que me disseram que eu tinha futuro na corrida.

Além disso, a falta de patrocínio fixo me limita a participar de algumas competições, porque falta dinheiro para as viagens.

Como concilia escola e treino? Como é sua rotina? 

Eu estudo pela manhã e treino a tarde todos os dias.

Você representa algum clube? 

Represento o clube Clã Delfos, com o treinador Nikolas Chaves.

Seus amigos também praticam esportes? 

Sim. Eu treino com alguns deles.

Além do esporte, quais são seus hobbies?

Eu gosto de correr mesmo. De ir para aula e ir para a academia.

O que significa o esporte para você?

O esporte é algo que eu gosto muito e além de tudo, sem ele eu não tenho saúde.

Você citou as Olimpíadas como seu maior sonho. Como você está se preparando?

Além dos treinos, eu preparo muito a mente para quando chegar o momento.

Se não fosse atleta, qual profissão gostaria de seguir?

Não teria outra. Quero ser atleta.

Você tem alguma dica para os jovens atletas que querem iniciar a carreira de atleta?

Mantenha sempre o foco e sempre siga os sonhos que você tenha.

Clube Clã Delfos

Fundado em 25 de setembro de 1983, o Clã Delfos é uma Entidade Esportiva, sem fins lucrativos, filiada na Federação Mineira de Atletismo (FMA) e na Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), tendo a sede esportiva em Betim e sede administrativa em Belo Horizonte. Através de suas competições, proporcionou a prática de três modalidades Olímpicas, sempre se destacando a nível mineiro. As modalidades disputadas oficialmente são o Atletismo, o Ciclismo e o Handebol, nas classes masculina e feminina.

Os principais objetivos iniciais do Clã Delfos, quanto aos atletas, eram incentivar e dar oportunidade ao estudante interessado em praticar esportes de nível estadual e nacional, somente, limitados apenas a atletas federados.

Os atletas do atletismo são destaques do clube, dentre eles está Rafael Pereira, também entrevistado pelo Observatório.

Observatório do Esporte de Minas Gerais

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly

Comentários estão fechados

Videoteca

#EsporteSemAssédio – Conheça campanha do Ministério do Esporte #EsporteSemAssédio – Conheça campanha do Ministério do Esporte

09/04 #EsporteSemAssédio – Conheça campanha do Ministério do Esporte