Projetos aprovados pela SEESP usam o esporte para promover a inclusão social de crianças e adolescentes

Publicado em 10/10/2017 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly
Alunos do projeto Ações Sociais Bacana Demais no Ensaio FIFA. Foto: Divulgação/Instituto Bacana Demais

Alunos do projeto “Ações Sociais Bacana Demais” no Ensaio FIFA. Foto: Divulgação/Instituto Bacana Demais

Que o futebol é paixão nacional, todo mundo já sabe. Assistir a uma partida da Seleção Brasileira une famílias e amigos, e cativa o espírito esportivo. Mas o futebol também é usado para a inclusão social e descoberta de talentos, além de promover várias oportunidades para que crianças e adolescentes saiam das ruas e construam uma carreira de sucesso. Sabendo disso, a Secretaria de Estado de Esportes (SEESP), por meio da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, aprovou dois projetos que investem na preferência futebolística brasileira. O “Ações Sociais Bacana Demais”, do Instituto Cultural Esportivo e Social Bacana Demais (ICESBADE), e o projeto “Interação de Futebol”, do Instituto Interação, são apoiados pelo Supermercados BH Comércio de Alimentos Ltda e pela Empresa de Cimento Liz S.A, respectivamente. Para serem executadas, as iniciativas contaram com os recursos oriundos da isenção fiscal do Governo de Minas Gerais.

Com a meta de fomentar a prática esportiva e promover o futebol como elemento de integração, o Ações Sociais Bacana Demais atende a população do bairro Concórdia, em Belo Horizonte e foi pensado como uma demanda dos moradores. Pela carência esportiva que as crianças e adolescentes tinham, o projeto foi fundado para viabilizar o acesso desses jovens ao futebol, possibilitando, além da prática esportiva, a formação educacional.

A assistente social e coordenadora da iniciativa, Ana Paula Simen, conta que além do foco no aluno do projeto, também há uma preocupação com seu núcleo familiar e frisa que um dos principais objetivos é auxiliar a família dos jovens atendidos, para que juntos, eles possam se inteirar ainda mais de uma educação esportiva de qualidade e de momentos juntos para fortalecer as relações: “Colocamos a criança como prioridade, porque assim a gente chega até a família e os ajudamos de alguma forma”, conta.

O projeto contempla cerca de 200 crianças e adolescentes e ainda há vagas para quem estiver interessado. A inscrição é feita no Inconfidência Esporte Clube, na rua Jundiaí, número 289, no bairro Concórdia, em Belo Horizonte. Os pais ou responsáveis retiram um formulário de inscrição e preenchem com os dados do aluno.

Capoeira incrementará projeto futebolístico para reafirmar cultura afro

Além do futebol, o Ações Sociais Bacana Demais colocará em prática, a partir do próximo ano, aulas de capoeira para os alunos. Segundo a coordenadora Ana Paula, o projeto alcançará um nível muito elevado ao juntar as duas modalidades, pois a troca de experiências só irá acrescentar bons frutos aos atletas.

A importância da capoeira se estende também ao processo de reafirmação da cultura e identidade afrodescendente. A assistente social reforça sobre a questão e mostra que a iniciativa luta contra qualquer preconceito racial: “A gente ressalta bastante estas questões culturais de origem africana para que haja um aprendizado para os alunos. Além de frisar a valorização da raça, disciplina, o trabalho, o respeito, visando erradicar o preconceito”, conta.

Iniciativa usa futebol para investir na educação dos jovens de Lagoa Santa

Partida de futebol entre alunos do projeto Interação de Futebol. Foto: Daniel Castelão

Partida de futebol entre alunos do projeto Interação de Futebol. Foto: Daniel Castelão

Contemplando cerca de 150 crianças e adolescentes, o Projeto Interação de Futebol fomenta a prática de futebol para os alunos das escolas públicas de Lagoa Santa. Em conjunto, o projeto promove o desenvolvimento humano por meio do esporte, cultura e educação.

A iniciativa tem como público alvo, jovens de 8 até 15 anos e oferece possibilidades de inserção social e acesso a atividades de lazer. “Por meio da imediação esportiva, nosso objetivo maior é usar o futebol como atividade complementar da grade escolar, mas também formar o aluno como um cidadão consciente de seus valores e da coletividade”, ressalta a coordenadora do Interação de Futebol, Érica Moraes.

Serão formadas seis turmas e as aulas serão ministradas de segunda a quinta-feira no contra turno escolar. Para se inscrever, é preciso ligar no telefone do projeto – (31) 3016-5067 – e solicitar a matrícula.

Fonte: Asscom Secretaria de Estado de Esportes [Adaptado] Disponível em https://goo.gl/esBzD2, acesso em 09 de outubro de 2017.

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly

Comentários estão fechados

Videoteca

“Cápsula do tempo” percorre o Brasil recolhendo depoimentos visando Tóquio 2020 “Cápsula do tempo” percorre o Brasil recolhendo depoimentos visando Tóquio 2020

16/10 “Cápsula do tempo” percorre o Brasil recolhendo depoimentos visando Tóquio 2020