Último dia de Conferência na UFMG aborda aspectos científicos do esporte

Publicado em 10/06/2016 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

(Foto: Renata Silva/SEESP)

Do overtraining à nutrição, passando pela prevenção de lesões e o treinamento de jovens: as diferentes áreas da ciência do esporte foram temas de discussão no segundo e último dia da Conferência de Ciência do Esporte e Legado Olímpico e Paralímpico promovida nesta quarta e quinta-feira (08 e 09∕06) no Centro de Atividades Didáticas (CAD 1) do campus Pampulha da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

A programação foi aberta com uma abordagem de overtraining e recuperação. O ex-atleta paralímpico Dan Gordon (foto), da Universidade Anglia Ruskin, apresentou estudos desenvolvidos com atletas de várias modalidades. Ele falou ainda sobre a necessidade de os profissionais da área saberem diferenciar sintomas de depressão e excesso de treinamento.

O fisiologista do Clube Atlético Mineiro, Roberto Chiari, tratou das particularidades do futebol e do tempo de recuperação dos atletas diante do excesso de jogos.

Especialista na área de sono, Marco Túlio de Mello destacou a importância das noites bem dormidas para uma melhor performance e sucesso dos atletas de alto rendimento. Ele afirmou que os esportistas com sono deficiente apresentam maior incidência de lesões.

Samuele Marcora, da Universidade de Kent, Fábio Nakamura, da Universidade Estadual de Londrina, e Eduardo Almeida dos Santos, técnico de natação do Minas Tênis Clube, apresentaram diferentes olhares sobre a otimização do treinamento de resistência.

Assunto que desperta o interesse da maioria dos praticantes de atividades físicas, a influência da nutrição no desempenho esportivo abriu a programação da Conferência no período da tarde. Participaram do debate Javier Gonzalez (Universidade de Bath, via skype), Emerson Silami Garcia (UFMA) e Felipe Shang (CTE-UFMG).

O efeito dos investimentos públicos para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos na Atividade Física foi tema das apresentações de Lisa Hodgson (Universidade de Nottingham) e Dan Gordon e Luciano Sales Prado (UFMG).

A acadêmica Lisa Hodgson esteve também envolvida na sessão cujo tema foi Estratégias para Prevenção de Lesões. Na ocasião, Natália Bittencourt, do Minas Tênis Clube, e Sérgio Teixeira, da UFMG, também falaram sobre o assunto.

Para finalizar a programação da Conferência, Luciano Sales Prado (UFMG), Mauro Dinis (MTC) e Dan Gordon abordaram o treinamento de atletas jovens.

Programação atrai profissionais e estudantes de diversos segmentos

Nos dois dias de realização, a Conferência de Ciência do Esporte e Legado Olímpico e Paralímpico reuniu mais de 500 pessoas, entre as quais estavam estudantes e profissionais de diversas áreas de atuação.
A fisioterapeuta Lorena Guimarães viu no evento uma oportunidade de se aprofundar em sua área de trabalho e ampliar seu conhecimento. “Atuei com atletas de alto rendimento e agora trabalho com crianças com deficiência. Como a Conferência abordou diversos aspectos do esporte, pude me informar bastante para aplicar no meu dia-a-dia”, contou.
Estudante de Gastronomia, Alisson Saldanha foi atraído pela programação diversificada do encontro. “Quando vi que seriam promovidas palestras sobre nutrição, quis comparecer e ver o que os acadêmicos estrangeiros e brasileiros tinham apresentar. Como é uma área afim à minha, foi bastante interessante conhece-la sob o aspecto esportivo”, avaliou.

Fonte: SEESP

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Comentários estão fechados

Videoteca

Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais

03/12 Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais