Inspirado nos chineses, Rodrigo Rebartini conta o que aprendeu com o Tênis de Mesa: “Auto-controle”

Publicado em 20/02/2017 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Foto: Christian Martinez

Estratégia e visão rápida de jogo. O tênis de mesa é dinâmico. O público mal vê a bolinha na mesa, mas enxerga a agilidade dos atletas.  Rodrigo Rebartini Reis já se acostumou ao dinamismo e, aos 15 anos, coleciona vários títulos na modalidade.

Quem pensa que é fácil se engana. Rodrigo treina bastante para alcançar o lugar mais alto dos pódios. O atleta trabalha não só a parte técnica, mas também a física, aprimorando o condicionamento e a concentração.

Confira a entrevista completa do Observatório do Esporte de Minas Gerais com Rodrigo Rebartini:

Quando e como você decidiu se tornar um atleta?

“Comecei a treinar ainda na escola, gostei e desde então me dediquei bastante até chegar onde estou.”

Você tem algum ídolo em quem se inspira?

“Os chineses. São os fundadores do tênis de mesa, agem com muita calma durante os jogos. E essa calma ajuda durante as partidas, em meio a tanta pressão.”

Qual o maior desafio que você enfrenta no esporte? E como busca a superação?

“Eu não tinha local para treinar, então tive que me preparar para os campeonatos, usando minha casa como local de treinamento.”

Para você o que significa o esporte?

“É um meio de comunicação entre os povos. O esporte ensina a respeitar a opinião do próximo, ter autocontrole…”

Quais as principais mudanças que o esporte trouxe à sua vida?

“Muito autocontrole. Antes eu era tímido, ficava nervoso quando perdia. Isso mudou.”

Quais são suas principais metas para os próximos anos?

“Chegar à seleção brasileira,  passei pela seletiva mas não consegui entrar. Nesse ano quero tentar novamente.”

Qual foi a sensação de ter conquistado o prêmio “Melhores do Ano 2016”?

“Sensação muito boa de saber que estou entre os melhores do Estado. É muito gratificante.”

Quais foram suas principais conquistas?

“Ser bicampeão do JEMG em 2014 e em 2016. Para mim foram as melhores conquistas que tive na carreira. Tem que ter muita disciplina e dedicação para conseguir.”

Um recado para os jovens que queiram praticar o tênis de mesa ou que estão começando:

“Têm que praticar. Para o Tênis de Mesa não existe muita divulgação, mas é um esporte muito bonito de se assistir. Muitas pessoas jogam ping-pong nas escolas, mas  não sabem o que o esporte significa de fato. Então tem que correr atrás e treinar bastante.”

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Comentários estão fechados

Videoteca

Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais

03/12 Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais