Mineiros são convocados para Seleção Brasileira Paralímpica de Atletismo 2017

Publicado em 09/01/2017 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) divulgou a lista com a Seleção Brasileira de Atletismo 2017 e os critérios seguidos para formar o grupo adulto e a Seleção de jovens. Três atletas mineiros e medalhistas olímpicos estão garantidos na relação: Izabela Campos, do lançamento de disco, Rodrigo Parreira, do salto em distância, e a velocista Terezinha Guilhermina.

Izabela Campos é natural de Belo Horizonte. A atleta contraiu sarampo aos seis anos e, ao longo do tempo, perdeu a visão gradativamente até chegar aos 18 anos. Izabela, então, encontrou o atletismo como forma de atividade física. Chegou a ser velocista, participando de provas de 400m até 5.000m, mas foi no lançamento de disco que a mineira se consagrou. A primeira medalha olímpica veio na Rio 2016, quando Campos atingiu a marca de marca de 32m60, faturando o bronze na classe F11.

Foto: Daniel Zappe/MPIX/CPB

Já Rodrigo Parreira, de Uberlândia, sofreu paralisia cerebral após uma queda sofrida pela mãe durante a gravidez e teve o lado esquerdo do corpo prejudicado. Parreira tentou carreira na natação e no halterofilismo, mas foi no atletismo que o mineiro brilhou. Na Rio 2016, Rodrigo conquistou duas medalhas para o Brasil: uma prata no salto em distância e um bronze nos 100m rasos.

Foto: Francisco Medeiros/brasil2016.gov.br

De Betim para o mundo! Assim podemos definir a carreira de Terezinha Guilhermina, que retinose pigmentar, doença congênita que provoca a perda gradual da visão. Antes de ser velocista, Terezinha se arriscou na natação por não possuir um par de tênis para correr. Mas tudo mudou em 2000, quando ganhou o material da irmã. Guilhermina bateu recordes e se tornou a mulher mais rápida do mundo. Na Rio 2016, a mineira Prata foi no revezamento 4x100m rasos T11-13 e bronze nos 400m rasos.

Foto:Washington Alves/MPIX/CPB

Por meio do Departamento Técnico, o CPB esclarece que os atletas do time principal foram selecionados baseados em dois critérios: ser medalhista em provas individuais nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 ou estar entre os três melhores do ranking mundial.

O período de vigência da Seleção principal vai até o dia 31 de outubro de 2017. Neste período, os atletas participarão de atividades voltadas exclusivamente para o time nacional que estarão agendadas no calendário anual do CPB. A Seleção de jovens, por sua vez, começará a ser formada em 2017 em convocações pontuais por ação. A ideia é ir afunilando os atletas juvenis até os Jogos Paralímpicos Tóquio 2020.

Vale lembrar que os selecionados não estão garantidos nas delegações das competições internacionais de 2017, tendo em vista que estes eventos terão critérios técnicos específicos e divulgados com antecedência.

Confira a lista completa dos convocados aqui

Com informações do Portal Brasil 2016

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Comentários estão fechados

Videoteca

Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais

03/12 Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais