Cresce o desinteresse pelo futebol entre os brasileiros, de acordo com estudo

Publicado em 17/05/2018 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly

Segundo pesquisa feita pelo Datafolha, 41% dos brasileiros não possuem interesse pelo esporte.

Em 2003, o preço médio do ingresso para ver um time da Série A do Brasileirão jogar era de R$ 9,50. Dez anos depois, este preço saltou para R$38,00 [1]. O aumento dos preços afasta cada vez mais as camadas populares do estádio e, de acordo com uma pesquisa do Datafolha, deixa as pessoas cada vez mais desinteressadas pelo futebol.

O sociólogo uruguaio Eduardo Galeano tinha prazer de estudar e escrever sobre o futebol. O autor via o esporte como algo capaz de trazer alegria para pessoas que não possuem muitos motivos para sorrir. O trecho abaixo foi retirado da crônica O Torcedor, escrita por ele em 1995.

Uma vez por semana, o torcedor foge de casa e vai ao estádio.

Ondulam as bandeiras, soam as matracas, os foguetes, os tambores, chovem serpentinas e papel picado: a cidade desaparece, a rotina se esquece, só existe o templo. Neste espaço sagrado, a única religião que não tem ateus exibe suas divindades. Embora o torcedor possa contemplar o milagre, mais comodamente, na tela de sua televisão, prefere cumprir a peregrinação até o lugar onde possa ver em carne e osso seus anjos lutando em duelo contra os demônios da rodada.

Esta imagem descrita pelo sociólogo mudou bastante com o tempo. Os torcedores escolhem cada vez mais a segurança de torcer no seu lar do que enfrentar a violência e os preços dos estádios. Segundo a pesquisa do Instituto Datafolha sobre a relação do brasileiro com o futebol, 41% da população não possui interesse pelo esporte. Em 1994, esta parcela era de apenas 17% da população [2].

Foto: Datafolha

Foto: Datafolha

A pesquisa também identificou que, quanto menor a renda, menor são as taxas de interesse e de praticantes da modalidade. Outra dado importante apontado pela pesquisa foi que 29% dos homens e 12% das mulheres entrevistadas vão aos estádios. Alguns jornalistas relacionaram o dado com o aumento do preço do ingresso dos materiais para a prática esportiva [3].

Fonte: Folha de São Paulo

Fonte: Folha de São Paulo

Confira todos os dados da pesquisa no site do Datafolha.

Observatório do Esporte de Minas Gerais.

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly

Comentários estão fechados

Videoteca

#EsporteSemAssédio – Conheça campanha do Ministério do Esporte #EsporteSemAssédio – Conheça campanha do Ministério do Esporte

09/04 #EsporteSemAssédio – Conheça campanha do Ministério do Esporte