Seminário da WADA termina com debate pela padronização da gestão de resultados

Publicado em 12/03/2018 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly

O VII Seminário Sul-Americano Legal Antidopagem terminou na última quinta-feira (08), no Rio de Janeiro, com uma atividade que resumiu o objetivo do evento. Por algumas horas, os participantes (advogados, juristas e membros executivos de organizações nacionais antidopagem) dividiram-se em grupos para análises de casos práticos de resultados analíticos adversos. O debate e troca de experiências entre os envolvidos para que aumentem cada vez mais a cooperação entre os países da América Latina era um dos principais motivos para a realização do seminário.

Organizado pela Agência Mundial Antidopagem (WADA, na sigla em inglês) e realizado pela Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), o seminário contou com mais de 50 participantes, de 11 países. O foco central era promover o aumento do espírito de cooperação entre países e padronização internacional na gestão de resultados em controle antidopagem.

Durante a atividade, houve divergência na resolução das situações apresentadas, principalmente nos períodos e necessidade ou não de sanções aos esportistas citados nos exemplo. “Achei bom (que houvesse divergências de opinião) porque o importante é o debate. É bom ver as diferentes interpretações nos artigos do Código Mundial. Mas quem esteve aqui notou que, mesmo com interpretações diferentes, acabávamos por chegar na mesma conclusão. E isso tem muito valor. As pessoas apreciaram os casos usando os fundamentos adequados para a resolução”, opinou Maria José Pesce, diretora regional da América Latina da WADA.

Esta foi apenas uma das atividades nos dois dias e meio do Seminário Legal. Desde ao dia 06 de março, os inscritos participaram de painéis, debates e conheceram casos e suas respectivas soluções de acordo com o Código Mundial Antidopagem.

As atividades foram todas orientadas por membros da WADA, já que além da diretora regional Maria José Pesce, a entidade ainda enviou o gerente sênior Emiliano Simonelli e a gerente de assuntos legais, Tharinda Puth.

O secretário da ABCD, o professor Luiz Celso Giacomini, mostrou-se animado com a realização do evento internacional no Brasil. Ao encerrar as atividades do Seminário, Giacomini ressaltou a qualidade das discussões e da importância das pessoas presentes.

“Estamos honrados com a presença de todos. Vocês deram uma contribuição valiosa nesta troca de conhecimento. Digo que hoje o controle de dopagem no Brasil está em um ótimo patamar e a presença de vocês com certeza acrescentou por aqui”, afirmou o secretário.

A visão de Maria José Pesce corroborou a de Giacomini. “Foi uma troca de conhecimento muito produtiva entre os membros dos países. Também foi uma ótima oportunidade para a WADA para trocar opiniões e enfoques nesse processo de cumprimento do código. Foi uma chance boa de falar em acordos para a política de trabalho, as estratégias, e formar um grupo forte de advogados na região da América Latina”, encerrou Pesce.

Thiago Rizerio – Ascom – Ministério do Esporte [Adaptado]

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly

Comentários estão fechados

Videoteca

#EsporteSemAssédio – Conheça campanha do Ministério do Esporte #EsporteSemAssédio – Conheça campanha do Ministério do Esporte

09/04 #EsporteSemAssédio – Conheça campanha do Ministério do Esporte