Colégio apresenta boas práticas no combate à bulimia, anorexia e outros distúrbios

Publicado em 02/12/2013 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Proposta do Colégio Internacional Ítalo Brasileiro, em Moema, é conscientizar comunidade escolar e família sobre a importância da alimentação saudável aliada à atividade física.
Cada vez mais crianças e adolescentes seguem modelos de belezas irreais que veem na TV e nas revistas. Frustrados e com baixa autoestima, por não se reconhecerem nesse padrão, são comuns distúrbios psiquiátricos graves se manifestarem como a anorexia, bulimia, vigorexia e depressão.
Essa busca incessante e obstinada por um ideal de beleza perfeito tem preocupado professores e pais das escolas paulistanas. Nos colégios, é comum alunos deixarem de fazer as principais refeições, enquanto outros consomem exageradamente salgadinhos e refrigerantes na hora do intervalo, além de abandonarem as atividades físicas.

“É nosso papel mudar essa realidade. Além de orientar os alunos, desenvolvemos ações práticas como alterar o cardápio das cantinas substituindo os refrigerantes por sucos, os salgados fritos por assados, entre outras campanhas de conscientização envolvendo toda comunidade escolar e a família”, conta Sueli Cain, diretora acadêmica do Grupo Weducation, que engloba algumas das escolas mais tradicionais de São Paulo.

Dentro desse programa, o Colégio Internacional Ítalo Brasileiro, que pertence ao Weducation, está promovendo uma série de projetos interdisciplinares sobre a importância de uma alimentação saudável aliada à atividade física. Dietas milagrosas; Obesidade e compulsão alimentar; Bulimia; Anorexia; Anabolizantes; Produtos de Beleza e Intervenções Cirúrgicas; Junk food; Hipertensão Arterial; e Diabetes na Infância estão entre os temas pesquisados pelos alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio, do Ítalo.

“O objetivo é abrir os olhos de nossos alunos, que por baixo das belezas perfeitas da televisão e das revistas existem montagens em photoshop e muita maquiagem. Livres dessa obsessão, aprendam a conhecer e cuidar do próprio corpo, valorizando e adotando hábitos saudáveis e agindo com responsabilidade em relação à sua saúde e à saúde coletiva,” diz Carla Gomide, idealizadora do projeto e diretora da escola.

Os projetos baseiam-se em pesquisas bibliográficas, entrevistas, palestras e estudo de campo. Com orientação dos professores, em grupos de quatro ou cinco pessoas, os alunos aprendem a calcular o IMC identificando se é necessário perder ou ganhar peso; fazem experimentos simulando a ação dos órgãos e enzimas digestórias; levantam os principais alimentos fast food, suas origens, seus valores nutricionais e as principais marcas e redes que comercializam; aprendem a contar calorias através de fórmulas matemáticas; entre outros.

Cada grupo elaborou uma monografia, instrumento de avaliação e nota que culminou em um evento denominado “A Sociedade do Espelho”, para a comunidade escolar e família, realizado no dia 28 de setembro no próprio Colégio Ítalo Brasileiro. “Durante a feira, os visitantes puderam fazer medições da pressão arterial e glicemia e calcular o IMC,” conclui Carla Gomide.

Matéria enviada por Comunicare

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

Você deve estar logado para postar um comentário.

Videoteca

Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais

03/12 Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais