Jogos Mundiais Escolares reúnem jovens promessas do esporte nacional em Brasília

Publicado em 28/11/2013 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

A delegação brasileira que disputará os Jogos Mundiais Escolares – Gymnasiade 2013 está reunida em Brasília, sede da competição, que começa hoje (28.11). São cerca de 160 atletas do país que disputarão medalhas em oito modalidades: atletismo, judô, caratê, natação, xadrez e ginástica aeróbica, rítmica e artística. Entre os representantes brasileiros na competição estão jovens promessas do esporte e atletas que já acumulam títulos e experiências internacionais.

Juliana Campos e Matheus Américo integram a delegação do atletismo na disputa. Ela irá competir na prova do salto com vara e ele, nos 800 e 1.500m. Apesar de ter apenas 17 anos, no currículo de Juliana estão importantes títulos internacionais: ela foi a terceira colocada no Campeonato Sul-Americano de Juvenis, disputado na Argentina, e é a atual recordista brasileira juvenil da prova. Para a atleta, que participará de sua primeira competição escolar, a experiência conquistada em torneios internacionais será uma vantagem durante a disputa da Gymnasiade. “Já ter participado de competições internacionais com certeza fará toda a diferença. Vou para essa competição com mais calma e sabendo melhor como lidar com a ansiedade antes da prova, mas cada competição é diferente, e na Gymnasiade o nível dos atletas será bastante alto”, ressaltou a atleta paulista.

Também no atletismo, o brasiliense Matheus Américo espera subir ao pódio na competição e aumentar o número de títulos em seu currículo. “Tenho apenas um ano no atletismo, mas espero fazer uma boa marca na semifinal dos 1.500m, tentar a qualificação para a final e trazer o título para o Brasil”, disse o atleta que é vice-campeão brasileiro sub-17, vice-campeão sul-americano sub-20 e terceiro colocado nos Jogos Escolares da Juventude, disputados neste mês em Belém.

Nos 200m livre da natação, uma das representantes brasileiras será Ana Carolina Amaral. A nadadora, que também é de Brasília, destaca que a Gymnasiade será importante para adquirir experiência. “Vou dar o meu máximo e quero melhorar todos os meus tempos. Representar o país em uma competição deste tamanho é uma coisa muito legal e vou dar o meu melhor para chegar às finais. Mas de qualquer forma, conquistando a medalha ou não, será uma experiência muito importante”, afirmou a atleta, que participará de sua primeira competição internacional aos 15 anos.

Levando em conta os ídolos de Lilian Lopes, representante da delegação nacional no judô, o pódio é garantido. A atleta piauiense tem como inspiração no esporte a conterrânea e medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres Sarah Menezes. Na Gymnasiade, a judoca de 16 anos promete dar trabalho para as adversárias em busca da medalha. “Quero buscar a medalha! Conquistar esse título é muito importante e será um marco na minha carreira como atleta”, disse. “Tenho a Sarah Menezes como um exemplo e sei que se tiver foco e treinar muito também serei uma campeã mundial. A Gymnasiade é o início de tudo isso”, completou Lilian, que tem como meta representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de 2020.

A cerimônia de abertura da Gymnasiade acontece hoje (28.11) e as disputas seguem até o dia 3 de dezembro.

Reportagem publicada no Portal do Ministério do Esporte porPaula Braga

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

Você deve estar logado para postar um comentário.

Videoteca

Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais

03/12 Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais