Mineiros na Rio 2016: conheça Núbia Soares, bicampeã do JEMG em salto triplo

Publicado em 06/07/2016 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

(Foto: Agência Luz/BM&FBOVESPA)

Dos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG), para o mundo! Este é o resumo da carreira da atleta de salto triplo, Núbia Soares, que estará brigando pelo ouro nos Jogos Olímpicos do Rio, em agosto. Natural de Lagoa da Prata, no Centro-Oeste mineiro, a atleta de 20 anos quase se tornou profissional de handebol. No entanto, a modalidade foi a porta de entrada de Núbia para o salto.

A atleta praticou handebol dos 11 aos 15 anos e planejava se profissionalizar na modalidade, chegando, inclusive, a cogitar uma mudança para São Paulo (SP). Mas a equipe teve fim e Núbia precisava se reinventar: encontrou no salto triplo a oportunidade  de escrever seu nome em um esporte, já que no esporte anterior, a esportista tinha que saltar para arremessar a bola.

Mas a vida de Núbia já era cercada de desafios desde quando a atleta tinha seis meses de vida, quando um sopro cardíaco foi diagnosticado, alterando as válvulas do coração da esportista. Soares passou por uma cirurgia, fez exames, e atualmente o problema recebe acompanhamento médico, com consultas especializadas e avaliações minuciosas.

Atualmente com 20 anos de idade, Núbia surgiu para o esporte nos Jogos Escolares de Minas Gerais, sob o comando do técnico Abel Mendes – beneficiário do programa Bolsa-Técnico, da Secretaria de Estado de Esportes (SEESP). A atleta foi campeã da competição nos anos de 2012 e 2013 pela Escola Estadual Chico Rezende.

Em 2012, Núbia conquistou também a primeira colocação das Olimpíadas Escolares, em Cuiabá (MT), resultado que levou a jovem a ser indicada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) para compor a delegação nacional no 6º Festival Olímpico da Juventude, disputado em Sydney, na Austrália. Lá, a saltadora ficou em segundo lugar e voltou para casa com a medalha de prata.

Em 2013, ano em que venceu a disputa do salto triplo nos Jogos Escolares da Juventude, em Belém (PA), e bateu o recorde da prova com a marca de 12,98m, Núbia representou Minas Gerais na Gymnasiade – os Jogos Mundiais Escolares –, realizada em Brasília (DF). Na oportunidade, além de sagrar-se campeã, a mineira tornou-se recordista da prova nas competições da Federação Internacional de Esporte Escolar (ISF, na sigla em Inglês).

Núbia está em sua quarta temporada no atletismo, mas chamou a atenção em 2014, quando despontou como uma esperança brasileira na modalidade ao saltar 14,22m no Troféu Brasil. A jovem, no entanto, não conseguiu manter a sequência devido às lesões que enfrentou em 2015.

No último domingo (03), a atleta do Clube BM&F Bovespa venceu a disputa do salto triplo do XXXV Troféu Brasil de Atletismo, em São Bernardo do Campo (SP), após atingir a marca de 14,17m – a marca mínima olímpica é 14,15 m, assim, garantindo vaga na Rio 2016.

Agora, Núbia almeja bater o recorde brasileiro da prova: 14,58 m, de Keila Costa desde 2013: “Meu primeiro salto, que eu queimei, foi longe, e estaria bem perto do recorde brasileiro. Esse é o meu próximo objetivo”, afirmou após obter o índice olímpico nesse fim de semana.

Com informações do portal Terra, globoesporte.com e da Agência Minas

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Comentários estão fechados

Videoteca

Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais

03/12 Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais