Para especialistas, o ideal é iniciar a atividade física ainda criança.

Publicado em 29/12/2015 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que, quanto mais cedo se iniciar a prática de exercícios físicos, melhor. Isso porque os hábitos adquiridos na infância tendem a ser mantidos para o resto da vida.

“Quando na infância a criança é estimulada às atividades, depois fica natural”, explica a psicóloga e pesquisadora do esporte, Cláudia Barbosa.
A natação é uma das atividades recomendadas, pelos benefícios à saúde e também por proporcionar um momento especial entre pais e filhos. Tem sido assim para a veterinária Ivani Andrade. O primeiro filho dela começou assim, hoje ele também joga futebol. Agora ela ensina à filha Ane, de dois anos e meio, os hábitos da vida saudável.
Em 2008, a psicóloga publicou uma pesquisa que mostra como uma rotina de atividade física melhora a atenção e a agilidade para resolver conflitos no dia a dia. Cláudia analisou duas mil crianças e adolescentes, de 10 a 17 anos, que jogavam em times de futebol de vários lugares do país.
“A criança que pratica esporte é diferenciada. Ela tem um córtex pré-frontal diferenciado. A resposta aos estudos é melhor. Melhora muito também a atenção. A área usada tanto para as atividades do dia a dia como para o esporte é a mesma”, aponta.
A prática rotineira de exercícios melhora a disposição, o humor e as relações sociais, combate o estresse, a depressão e outros problemas psicológicos.
“Num primeiro momento, são notados os benefícios físicos. No segundo, os neuroquímicos, que reduzem a ansiedade. E, no terceiro, os efeitos são na habilidade para resolver problemas. O bem estar aparece com o tempo”, completa a especialista ao destacar que o importante é encontrar um exercício de que se goste e para o qual esteja apto. “Não precisa virar atleta”, brinca.
Um grupo da terceira idade de Cascavel, no oeste do Paraná, descobriu na dança um jeito simples de se divertir e melhorar a saúde. Cada aula tem 40 minutos e em ritmo de festa. “Saio outra pessoa, a mil por hora, cheia de energia”, garante a dona de casa Clementina Rodolfo, de 65 anos.

Matéria publicada no site Globo.com

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Comentários estão fechados

Videoteca

Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais

03/12 Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais