Resgate com seus filhos as brincadeiras da sua época

Publicado em 17/10/2013 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Aproveite o tempo para mostrar ao seu filho como você se divertia quando era pequeno

Amarelinha, estátua, bolinha de gude, passa anel, adoleta… talvez o seu filho nunca tenha ouvido falar destas brincadeiras, mas você, com certeza, guarda boas lembranças dos passatempos que marcaram sua infância.

Que tal aproveitar o Dia da Criança para fazer o seu filho descobrir como você se divertia quando era pequeno? Além de ensinar brincadeiras “novas”, você mostrará que para brincar não é preciso gastar dinheiro: boa companhia e uma dose de criatividade são mais do que suficientes.

Relembre como é cada uma das brincadeiras e divirta-se.

AMARELINHA 

O nome vem do francês marelle que, pela adaptação popular, foi associada à brincadeira. Sapata, pula-macaco ou maré: são vários os apelidos da amarelinha nas regiões do Brasil.

Para brincar, é preciso desenhar no chão um caminho dividido em casas numeradas, com o céu no topo. Após jogar uma pedrinha em uma delas, na qual não se pode pisar, a criança pula em um pé só até o fim do trajeto. Depois, volta, agacha, pega a pedrinha e recomeça. Atira a pedrinha em outra casa, e assim sucessivamente, até passar por todos os números. O jogador não pode cair, “queimar” os traçados com o pé e nem atirar a pedrinha no risco. Quando isso acontece, ele perde a vez. O vencedor é quem completa o percurso primeiro.

ESTÁTUA

Uma das crianças, escolhida para ser o líder, coloca uma música. Enquanto o som toca, os participantes dançam, mas quando o líder diz “estátua”, a canção para e os jogadores “congelam”. Enquanto o líder faz piadas e caretas, eles devem ficar na mesma pose, sem se mexer. Quem se movimenta, sai da brincadeira. Mas não vale o líder fazer cócegas!

O vencedor é aquele que se mantiver por mais tempo como “estátua”.

BOLINHA DE GUDE

A brincadeira é sempre retratada nos gibis da Turma da Mônica e talvez seja familiar ao seu filho.

Para brincar, desenha-se um círculo no chão, onde as bolinhas redondas e de vidro devem entrar. Com um impulso do polegar, a criança joga a bolita no local. Os outros participantes devem mirá-la e, se conseguirem acertar e retirá-la do círculo, conquistam-na. Quem erra, passa a vez.

O vencedor é aquele que conseguir ganhar o maior número de bolinhas dos concorrentes.

ADOLETA

Muitas são as brincadeiras infantis que envolvem mãos, canções, movimentos e objetos. O “A-do-le-tá, le-pe-ti pe-ti-pe-tá, le café com chocolá. A-do-le-tá…” é uma das mais conhecidas. Começa-se batendo palmas e fazendo os gestos bem devagar. A velocidade dos movimentos vai aumentando conforme o bom desempenho dos participantes. Quem erra sai da brincadeira.

PASSA ANEL

Já no passa anel, uma das crianças esconde o objeto entre as palmas e passa as mãos entre as dos participantes. Depois, mostra que as mãos estão vazias e pergunta a um dos amiguinhos: “o anel está com quem?”. Se ele acertar, será o próximo a passar. Se não, quem recebeu o objeto é quem o passará.

Além dessas brincadeiras, resgate outras da sua infância como as cantigas de roda e as cinco marias. Empine pipa e pule corda com seu filho. Agilidade e velocidade são requisitos nesses passatempos, o que ajudará a criança a desenvolver a coordenação motora. O entretenimento ajuda as crianças a crescerem saudáveis e felizes.

Fonte: Federação Unimed Minas, Departamento de Artes e Desing da PUC Rio de Janeiro, Portal M de Mulher, Portal Ig, Brasil Escola.

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

Você deve estar logado para postar um comentário.

Videoteca

Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais

03/12 Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais