Alimentação correta e exercícios físicos são aliados na batalha contra o colesterol alto

Publicado em 01/09/2016 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly

A matemática para manter o colesterol saudável é basicamente a seguinte: dieta balanceada + exercícios físicos = medalha de ouro para a sua saúde. Em último lugar e fora do pódio, as temidas doenças cardiovasculares, seu principal adversário neste jogo.

O colesterol nada mais é do que um tipo de gordura produzido em nosso organismo. Contido em alimentos de origem animal, como carnes e laticínios, é fundamental para o nosso corpo. É necessário, por exemplo, à síntese da vitamina D, importante para manter os ossos saudáveis e evitar doenças. Mas se o colesterol, em níveis controlados, só traz benefícios, o excesso dele é extremamente nocivo para a saúde.

Como se defender do alto índice de colesterol?

O colesterol elevado pode estar relacionado, em alguns casos, a fatores genéticos. Mas na maioria das vezes está associado ao sedentarismo e aos maus hábitos alimentares.

Mudar a alimentação não é tarefa das mais simples. Sabemos quanto é difícil abrir mão daquilo que nos dá prazer. Porém, segundo a nutricionista Ana Paula Machado, professora da Escola Médica da PUC-Rio, para se precaver do colesterol alto, a dieta não precisa ser radical.

“Uma alimentação saudável, que privilegia frutas, legumes, verduras, uma dieta rica em fibras. Com gordura de origem vegetal, que é a melhor, em vez da gordura de origem animal, a gente já está fazendo um bom negócio para prevenir o colesterol”, afirma a doutora.

Mas se a taxa de colesterol estiver acima dos limites considerados saudáveis? Não precisa se desesperar. Para a nutricionista Ana Paula, os procedimentos são basicamente os mesmos da prevenção, apenas com mais rigor na hora de fazer o prato: “Para o tratamento, fazemos exatamente o que faríamos na prevenção, além de uns cuidados a mais. Ser mais criterioso nas escolhas. A aveia, por exemplo, tem um componente que ajuda bastante nesse processo de diminuir o colesterol. A dieta brasileira, se fizermos bem feita, com arroz, se possível, integral, com feijão, que é riquíssimo em fibras solúveis e insolúveis [fundamentais no combate ao colesterol], sem excesso de carne, é o ideal”, enfatiza.

A principal inimiga do colesterol

Muitas vezes dá aquela vontade de comer um churrasquinho. Mas, na dieta de combate ao colesterol, as carnes brancas devem prevalecer sobre as vermelhas. Um bom frango ou aquele peixinho fornecem proteínas mais saudáveis, com baixo teor de gordura.

Se a luta contra o colesterol alto se resumisse a uma partida de futebol, as frituras seriam jogadas para escanteio. Isto porque alimentos fritos são os mais prejudiciais para quem tem esse tipo de problema: “Você pode até pegar um alimento que é vegetal, que não teria esse excesso de gordura, mas se é uma fritura, vai aumentando o potencial do problema”, explica a nutricionista Ana Paula.

Exercícios aeróbicos são de extrema importância

Uma dieta balanceada é essencial para o controle do colesterol. No entanto, não é o suficiente. As atividades físicas são o complemento indispensável para quem deseja se precaver ou se livrar dos altos índices.

Embora qualquer tipo de exercício seja proveitoso, os mais recomendados, neste caso, são os aeróbicos. A corrida é uma das atividades mais eficazes na queima de gordura. Porém, para quem se encontra acima do peso, é válido começar com a caminhada, pois o impacto da corrida pode provocar danos às articulações. Isso tudo, claro, deve ser feito com o acompanhamento de um profissional especializado, capaz de adequar os exercícios às condições físicas de cada pessoa.

Outros exercícios aeróbicos, como a pedalada e a natação, também são fundamentais no combate ao colesterol. Para que o resultado seja satisfatório, as atividades devem ser contínuas e prolongadas.

Fonte: Fernando Hawad / Esporte Essencial

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly

Comentários estão fechados

Videoteca

Observatório do Esporte de Minas Gerais Observatório do Esporte de Minas Gerais

16/10 Observatório do Esporte de Minas Gerais