Brasil conquista 08 medalhas na UNIVERSÍADE 2015 – Coréia do Sul

Publicado em 15/07/2015 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Gwangju (Coreia do Sul) – Chegou ao fim na segunda-feira (13) a participação brasileira na Universíade 2015 de Verão, realizada em Gwangju, na Coreia do Sul. Com uma delegação formada por 307 pessoas, sendo 203 alunos-atletas, o Brasil encerrou as atividades na 28ª edição da segunda competição poliesportiva mais importante do mundo com oito medalhas: duas de ouro, duas de prata e quatro de bronze.

Após quase duas semanas de provas, disputando 19 das 21 modalidades presentes (Futebol, Voleibol, Ginástica Artística, Ginástica Rítmica, Natação, Judô, Tênis, Tênis de mesa, Esgrima, Polo Aquático, Saltos Ornamentais, Atletismo, Basquete, Arco e Flecha, Badminton, Baseball, Golfe, Remo, Tiro ao alvo, Taekwondo e Handebol), a seleção verde e amarela teve como principal destaque Henrique Martins, na natação. O atleta da Unisul venceu as baterias dos 50m borboleta e 100m livre e comandou a festa no Centro Aquático Universitário Nambu. Além disso, o paulista garantiu a prata nos 50m livre.

Com quatro medalhas, o judô foi a modalidade que mais trouxe conquistas ao Brasil neste ano. A prata veio com Gabriela Chibana, do Centro Universitário São Camilo, na categoria até 48 kg. Já os três bronzes foram assegurados por Gustavo Assis, da Faculdade Pitágoras, na categoria até 90 kg; Phelipe Pelim, da UNIP, até 60 kg; e por equipes, no feminino. Maicon de Andrade, da Faculdade Anhanguera de São Caetano, conseguiu um lugar no pódio do taekwondo, na categoria acima dos 87 kg.

Segundo Luciano Cabral, presidente da CBDU (Confederação Brasileira do Desporto Universitário) e vice-presidente da FISU (Federação Internacional do Desporto Universitário), a Universíade tem ganhado forma a cada edição. “Tudo ocorreu da melhor maneira possível. Estamos dentro da FISU encontrando o formato, o tamanho ideal a cada edição da Universiade para realizar este evento de grande porte, que reúne 12 mil alunos-atletas e que praticam esporte em alto nível técnico”, afirma.

Cabral também sai satisfeito com a participação brasileira. “Foi dentro do que planejamos. Se considerarmos que o término da Universíade coincidiu com os jogos Pan-Americanos, e que os principais atletas do país se dividem entre os deporto universitário, militar e olímpico, tivemos um resultado positivo. Foi dentro do esperado”, complementa.

Brasil perde as últimas chances de medalhas

A segunda-feira também contou com as últimas participações do Brasil na atual edição da Universíade. Porém, as equipes de futebol e basquete masculino não conseguiram a desejada medalha de bronze. No basquete, a seleção foi derrotada pela Rússia pelo placar de 80 a 72. Já no futebol, o revés foi dolorido, na decisão por pênaltis. Depois de ficarem em 0 a 0 os dois tempos, Brasil e Japão se enfrentaram nas disputas alternadas. Quem levou a melhor foi a seleção japonesa, que venceu por 7 a 6.

 Resultados 13/07:

Basquete Masculino (disputa medalha de bronze): Brasil 72 x 80 Rússia
Futebol Masculino (disputa medalha de bronze): Japão 0 x 0 Brasil – 7 x 6 nos pênaltis
Handebol Feminino (disputa 5º e 6º): Romênia 20 x 22 Brasil
Handebol Masculino (disputa 7º e 8º): Lituânia 25 x 31 Brasil

Quadro de medalhas – Ouro Prata Bronze Total

1º Coreia do Sul 47 32 29 108
2º Rússia 34 39 49 122
3º China 34 22 16 72
4º Japão 25 25 35 85
5º EUA 20 15 18 53
23º Brasil 2 2 4 8

Mais informações e resultados em www.gwangju2015.com

Mais fotos para download em www.fotojump.com.br

Sobre a Universíade: É considerada os Jogos Olímpicos universitários, sendo o segundo maior evento poliesportivo do mundo. O campeonato reúne a cada dois anos mais de 10 mil participantes, de 170 países, em mais de 20 modalidades. A competição é organizada pela Federação Internacional de Esporte Universitário (FISU), entidade responsável pelas competições universitárias oficiais ao redor do mundo. Além disso, a Universíade é sempre valorizada por ser uma competição que antecipa muitos dos medalhistas olímpicos. Segundo pesquisa da FISU, 48% dos medalhistas em Olimpíadas já conquistaram medalhas em universíades.

Sobre a CBDU: A Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) é uma entidade que regulamenta o desporto universitário no Brasil. Ela organiza anualmente os eventos esportivos universitários mais importantes do Brasil, como os Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) e a LDU, que contam com mais de 50 mil atletas universitários. Além disso, a CBDU representa o Brasil nos campeonatos internacionais universitários da Federação Internacional do Esporte Universitário (FISU), da qual é também fundadora.

Fonte: Confederação Brasileira do Desporto Universitário

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Comentários estão fechados

Videoteca

Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais

03/12 Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais