Estados Unidos e França confirmam favoritismo e vencem na abertura do Torneio Olímpico de Futebol Rio 2016, em Belo Horizonte

Publicado em 04/08/2016 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

No primeiro dia de disputas do futebol olímpico, a bola rolou no Mineirão pelo grupo G da competição feminina.      

Depois de muita espera, a bola finalmente rolou para o Torneio Olímpico de Futebol Rio 2016, em Belo Horizonte. Na noite dessa quarta-feira (03), Estados Unidos e Nova Zelândia, França e Colômbia abriram a competição feminina pelo Grupo G.

As americanas entraram em campo lideradas pela goleira Hope Solo, grande estrela do time, e bateram as ‘kiwis’ (como é conhecida a seleção neozelandesa) por 2 a 0. Carli Lloyd – eleita melhor jogadora do mundo pela FIFA em 2015 – abriu o placar aos 9 min do primeiro tempo e Alex Morgan ampliou a vantagem a 1 min da segunda etapa.

França aplica goleada em cima da Colômbia

No jogo de fundo da rodada dupla, as francesas confirmaram o favoritismo e atropelaram a Colômbia fazendo 3 a 0 já no primeiro tempo. No primeiro minuto da partida, a goleira deu rebote e Carolina Arias marcou contra. Aos 14, Le Sommer marcou de cabeça. No fim, Abily, destaque das ‘Bleus’, fez o seu em cobrança de falta. Na etapa complementar, Majri, também de bola parada, encerrou a goleada aos 37 minutos: 4 a 0 França.

Segunda rodada

As equipes do Grupo G do Torneio Olímpico de Futebol Rio 2016 voltam a campo no sábado (06), também no Mineirão. Às 17h, EUA e França fazem o confronto mais esperado da competição. Em seguida, às 20h, jogam Colômbia e Nova Zelândia.

Fonte: SEESP

Fotos: Gustavo Andrade/Getty Images e Divulgação/Mineirão

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Comentários estão fechados

Videoteca

Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais

03/12 Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais