Em Uberlândia, França conquista o título do Mundial Júnior Masculino de Handebol.

Publicado em 04/08/2015 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

A França venceu a Dinamarca e levou o título do Mundial Júnior Masculino de Handebol. Em jogo que contou com grande público na Arena Multiuso Tancredo Neves, o Sabiazinho, em Uberlândia (MG), os franceses mostraram soberania mais uma vez, já que conquistaram também em janeiro, no Qatar, o título do Mundial Adulto.

Desde o primeiro minuto, a França se mostrou mais consistente no ataque, mas sempre era seguida de perto pela Dinamarca, que sempre respondia aos gols do adversário com um empate logo em seguida. Aos 15 minutos do primeiro tempo, porém, os franceses conseguiram abrir vantagem de três gols e fecharam o período em 14 a 11.

Na segunda etapa, os dinamarqueses buscaram a recuperação pelos minutos de pouca atenção e foram descontando a diferença. Aos 29min30s, os escandinavos ficaram a um gol do empate, mas Florian Billant marcou para a França e garantiu o título da Seleção com o placar de 26 a 24.

Para o técnico da França, Johann Delattre, o coletivo foi o grande diferencial da equipe. “Fizemos uma grande preparação física, que permitiu que nossos atletas jogassem em alto nível durante todas as partidas. Nosso grupo também é muito forte e temos um trabalho coletivo eficiente”, afirmou.

Terceiro lugar. Egito e Alemanha fizeram uma partida digna de campeonato Mundial. Os atuais campeões europeus fizeram um grande jogo e bateram a surpresa do campeonato com um gol no último segundo da segunda prorrogação. A partida foi pegada do começo ao fim e ambas equipes queriam garantir um lugar no pódio e mostraram isso. Comandados pelo central Mohab Mohamed os raçudos egípcios fizeram grande apresentação e lideraram o placar na maioria do tempo. Com o goleiro Mohamed Fekry Adky inspirado, os africanos conseguiram manter o controle do jogo, mas os alemães mostraram sua força e levaram o jogo para o tempo extra.

Como esperado, a prorrogação foi muito acirrada novamente, mas a Alemanha forçou a segunda prorrogação de forma dramática. O Egito converteu um sete metros, ficou um gol na frente, mas interrompeu a saída de bola rápida do adversário faltando meio segundo para o fim do jogo. O lance ocasionou em outra penalidade e Joscha Ritterbach não desperdiçou e empatou a partida em 29 a 29. No segundo tempo, o equilíbrio continuou até o último segundo, quando Tim Suton pegou a bola na meia direita e voou para fazer o gol que deu o terceiro lugar para a Alemanha com a vitória por 35 a 34.

“Senti confiança que iria marcar o gol. Senti que o goleiro não teria reação com o meu arremesso. No geral foi um jogo muito difícil. O Egito é forte na defesa e muito paciente no ataque”, disse Tim Suton, o herói da partida.

Disputa de 5º a 8º. O quinto lugar do Mundial Júnior Masculino foi decidido por Suécia e Bielorrússia, dois times que se encontraram na fase de grupos. Na primeira partida entre as equipes, os suecos não tiveram dificuldades e venceram por 15 gols. No segundo duelo, os bielorrussos deram mais trabalho para os suecos, mas ficaram abatidos com a lesão do pivô Artsem Karalek, principal jogador da equipe. Sem a referência no meio da marcação adversária, a equipe do leste europeu abusou dos tiros de longa distância, o que facilitou o trabalho do ótimo goleiro Niklas Kraft. Com o armador direito Pontus Zetterman inspirado – ele foi o artilheiro da partida com 12 gols -, a Suécia fechou o jogo em 37 a 33 e garantiu o quinto lugar da competição.

A disputa pelo sétimo lugar do Mundial Júnior também trouxe uma reedição da primeira fase: Espanha e Romênia. Se na etapa de grupos os espanhóis sempre tiveram o domínio da partida, agora não foi diferente. Apesar de começarem melhores, os romenos sentiram falta do goleiro Ionut Iancu, machucado, e tiveram dificuldades de segurar o ataque espanhol. No final da partida, com boa vantagem, a Espanha diminuiu o ritmo e quase proporcionou o empate para a Romênia. Apesar do susto, os espanhóis seguraram a bola no último minuto e fecharam a partida em 30 a 29 (14 a 13). O artilheiro foi o romeno Dan Emil Ricotea, com dez gols marcados.

All Star Team. Após a França conquistar o título do Mundial Júnior Masculino, a Federação Internacional de Handebol (IHF) premiou os melhores jogadores por posição, o melhor do campeonato e o artilheiro da competição.

O goleiro Julien Meyer, da França, foi escolhido como o melhor da posição. Na ponta esquerda, o sueco Jerry Tollbring foi o escolhido, enquanto na direita Johan Hansen levou o prêmio. O armador alemão Simon Ernst ganhou na esquerda, o francês Florian Delecroix foi o escolhido na direita, e o egípcio Mohab Hossam Mohamed como melhor armador central. Já o dinamarquês Simon Hald Jensen foi escolhido como o melhor pivô.

O artilheiro do campeonato foi o ponta esquerda romeno Nicusor Negru. Já o melhor jogador do campeonato foi também o armador direito francês Florian Delecroix.

Fonte: Secretaria de Estado de Esportes

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Comentários estão fechados

Videoteca

Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais

03/12 Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais