Mãe que se tornou treinadora conquista ouro com as duas filhas no xadrez. Confira a entrevista com Sônia Berrios

Publicado em 19/06/2017 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Foto: Correio de Uberlândia – Divulgação

Nada de sorte de principiante! Sônia Berrios se tornou treinadora das duas filhas atletas. Há 14 anos no Brasil, a peruana que hoje reside em Uberlândia, na primeira participação nos Jogos Escolares de 2016, já conquistou ouros com as duas filhas atletas, que assim como a mãe, também receberam o prêmio Melhores do Ano.

Confira a entrevista completa do Observatório do Esporte de Minas Gerais: 

Como você começou a ter contato com o esporte? Quando decidiu ser técnica?

Na escola das minhas filhas havia várias modalidades, então escolhemos o xadrez com que estamos até agora. Ano passado foi a minha primeira vez como técnica. Como não havia ninguém para levá-las para a escola, decidi eu mesma ser a treinadora delas nos Jogos Escolares, assim as levava e as treinava. Foi a primeira vez delas nos Jogos também.

Há algum técnico, ou técnica, que seja um grande exemplo para você?

Conheci uma técnica de Ginástica Rítmica nos Jogos Escolares que é muito boa e me ajudou muito.

Para você, o que significa o esporte?

Eu acho que é muito bom, acredito que todo mundo deve praticar algum esporte na vida.

Quais são as suas principais conquistas como treinadora?

Para uma primeira vez eu acho que foram as melhores! No módulo I as duas atletas que levei conquistaram medalha de ouro. Já no módulo II  somente a modalidade feminina  ganhou ouro em xadrez, sendo minhas atletas. Para uma primeira vez foram muitas conquistas!

Qual a sensação de ter sido premiada no “Melhores do Ano 2016”?

Olha, somente o aprendizado que tive na primeira vez como técnica foi uma conquista muito grande para mim, não só como mãe porque eu também tinha que cuidar do treinamentos dos meus atletas.

Eu não pensei que fosse ser assim. Premiada no Melhores do Ano na primeira vez!

Você pretende continuar na carreira de técnica?

Tecnicamente eu sempre fiz isso. Ano passado eu participei como técnica nos Jogos Escolares, mas sempre as levei em competições sul-americanas, pan-americanas… inclusive neste ano haverá o mundial no Uruguai quando pretendo levá-las.

Mas eu pretendo seguir como técnica enquanto minhas filhas estiverem no Xadrez.

Um recado para os técnicos que queiram iniciar carreira no esporte ou que estão começando.

É muito bom, podem começar, não só pelas conquistas e medalhas, mas pela satisfação e progresso dos atletas. Isso que é bom!

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Comentários estão fechados

Videoteca

Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais

03/12 Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais