Prêmio Jovem Cientista – Inovação Tecnológica nos Esportes!

Publicado em 20/08/2012 por

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

O Prêmio Jovem Cientista tem como objetivo estimular novos talentos na ciência, investindo em estudantes e pesquisadores que buscam soluções para os desafios da realidade brasileira. É considerado pela comunidade acadêmica como um dos mais importantes reconhecimentos ao pesquisador brasileiro.

O CNPq, a Fundação Roberto Marinho, a Gerdau e a GE escolheram Inovação Tecnológica nos Esportes como tema do XXVI Prêmio Jovem Cientista.

O esporte é uma atividade de crescente interesse para a sociedade e um campo propício para a inovação tecnológica. Essa via de mão dupla é ainda mais atraente diante dos grandes eventos que ocorrerão no Brasil nos próximos anos como a Copa do Mundo, os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos e muitos outros eventos preparatórios. A demanda por resultados no esporte competitivo propicia o desenvolvimento de conhecimentos e tecnologias que podem beneficiar a população como um todo: atletas e não atletas. A área de ciência e tecnologia brasileira está sendo chamada a participar desta grande mobilização, alinhada com as novas prioridades governamentais de incentivo à inovação tecnológica.

Antes e depois dos grandes eventos esportivos, estaremos mais aptos a preparar nossos atletas? Seremos mais capazes de gerenciar grandes eventos e estádios ou teremos apreendido novas estratégias de marketing? Novas tecnologias da informação e comunicação aplicáveis ao esporte terão sido propostas e testadas? Teremos, até lá, formulado e implementado um modelo integrado de desenvolvimento da ciência, da tecnologia e da inovação nos esportes? Teremos desenvolvido no País alguma metodologia, tecnologia ou produto capaz de treinar melhor, ensinar melhor, avaliar melhor, alimentar melhor ou recuperar melhor um atleta olímpico ou paralímpico?

E o cidadão, a pessoa com deficiência, as crianças, as donas de casa, os sedentários e os idosos estarão mais motivados a praticar o esporte ou a atividade física? E saberão como fazê-lo de maneira cientificamente fundamentada? Teremos avançado no conhecimento de como o esporte pode beneficiar (ou prejudicar, eventualmente) nossa saúde ou bem-estar? Entenderemos com mais profundidade o impacto dos grandes eventos sobre as cidades, a economia ou o meio ambiente?

A pesquisa brasileira, nas diferentes áreas do conhecimento, e notadamente naquelas com interface com o esporte, está sendo desafiada a dar respostas a essas perguntas e a outras associadas ao tema. Muitas, certamente, já foram formuladas e respondidas em nossas universidades e centros de pesquisa. Queremos conhecê-las e divulgá-las!

Linhas de Pesquisa

Estudante do Ensino Médio

• Educação e cidadania nos esportes;
• Cuidados com a saúde e nutrição nos esportes;
• Aplicação e desenvolvimento de materiais esportivos;
• Gestão e instalação de infraestruturas esportivas;
• Tecnologia da informação para os esportes.

Os estudantes do ensino médio devem produzir um trabalho sucinto, contendo:

1. Introdução – com a apresentação das ideias e hipóteses da pesquisa e a importância do assunto escolhido;
2. Desenvolvimento – explicando como foi feita a pesquisa e analisando as informações levantadas; e
3. Conclusão – com a apresentação dos resultados obtidos.

Graduado e Estudante do Ensino Superior

• Gestão esportiva empreendedora e inovadora;
• Gestão e desenvolvimento de ferramentas em marketing do esporte;
• Tecnologias da Informação e Comunicação aplicadas ao Esporte, tais como: tecnologias de jogos digitais; internet; softwares, comunicação digital multiuso de alta velocidade , etc.;
• Gestão de instalações e equipamentos esportivos e desenvolvimento de ferramentas essenciais para a sustentabilidade dos espaços esportivos;
• Materiais sustentáveis, eficientes e duráveis para a infraestrutura e edificações esportivas;
• Tecnologias têxteis com a geração de “tecidos inteligentes” aplicados aos esportes;
• Produtos inovadores em tecnologia e design de vestuários esportivos;
• Inovações em nutrição de atletas e desportistas, tais como: novos métodos de avaliação física e a manipulação dietética para obter maior rendimento; inovações em relação a suplementos nutricionais;
• Recursos tecnológicos para diagnóstico, tratamento e reabilitação de lesões esportivas em atletas de alto desempenho;
• Relações dos megaeventos esportivos com a educação, o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável.

Os graduados e estudantes do ensino superior devem seguir as orientações de produção de pesquisa de acordo com o estabelecido no regulamento.

Premiação!

Categoria Estudante do Ensino Médio:
1º lugar, 2º lugar e 3º lugar: Laptops Macbook Pro, e bolsas de iniciação científica do CNPq

Categoria Estudante do Ensino Superior:
1º lugar – R$ 15.000,00 (quinze mil reais)
2º lugar – R$ 12.000,00 (doze mil reais)
3º lugar – R$ 10.000,00 (dez mil reais) e bolsas de Iniciação Científica ou Mestrado

Categoria Graduado:
1º lugar – R$ 30.000,00 (trinta mil reais)
2º lugar – R$ 20.000,00 (vinte mil reais)
3º lugar – R$ 15.000,00 (quinze mil reais) e bolsas de Mestrado, Doutorado ou Pós-Doutorado

Categoria Mérito Institucional:
1º lugar – R$ 35.000,00 (trinta e cinco mil reais) – Instituição de Ensino Superior
1º lugar – R$ 35.000,00 (trinta e cinco mil reais) – Instituição de Ensino Médio

As inscrições vão até o dia 31/08/2012! Veja o regulamento do Prêmio!

Para acessar outras informações sobre o Prêmio Jovem Cientista, clique aqui.

Faça sua inscrição!

Imprimir Envie para um amigo por email
Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

Você deve estar logado para postar um comentário.

Videoteca

Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais

03/12 Impulsiona realiza live sobre atividade física no retorno às aulas presenciais